"COVILHÃ, CIDADE FÁBRICA, CIDADE GRANJA"

Fevereiro 22 2010

 

BAIRRO DOS PENEDOS ALTOS

 

O Bairro dos Penedos Altos localiza-se na zona mais a Norte da Covilhã, junto à Ribeira da Carpinteira. Este bairro, foi o primeiro bairro social inserido nos programas habitacionais do Estado Novo. Designadamente no programa de casas económicas.

Em 1936, foi realizada a venda da Quinta dos Melos, “Penedos Altos”, por Georgina Geraldes de Lima e Cunha de Campos Mello, casada com José Maria Castro Campos Mello às seguintes entidades: Câmara Municipal da Covilhã; Caixa Sindical de Previdência do Pessoal da Industria de Lanifícios e à Federação Nacional dos Industriais de Lanifícios, para construção de um bairro operário.

No ano de 1940 foi adjudicada a 1ª fase ”bairro de cima”, aos construtores António Alves Franco Júnior; Augusto Domingos e Joaquim da Silva Reis para a construção de casas com habitações de piso único e diversas tipologias para alojar agregados familiares de várias composições. Todas as casas possuem um quintal nas traseiras.

Em 1946, para dar continuidade à construção do bairro, foram adquiridos terrenos aos seguintes proprietários, Eng. Telo de Carvalho Simas e esposa bem como a Carlos Mello e Castro e esposa Isilda Castro Campos Mello e Matos, e outros. Nessa data, teve lugar a assinatura do empréstimo no valor de um milhão e seiscentos e quinze mil escudos à Caixa Geral de Depósitos às seguintes entidades: Câmara Municipal da Covilhã; Caixa Sindical de Previdência do Pessoal da Indústria de Lanifícios da Covilhã, para fazer face aos encargos que lhe competiam na ampliação do bairro.

Seguiu-se, no ano de 1947, a construção da 2ª fase “bairro de baixo” com o autor do projeto Eng. Mário Soares Lopes e os construtores José da Costa Riscado e Manuel Fernandes Pinto.

O bairro de baixo, era composto de habitações de 2 andares, e cujo número de divisões e rendas variavam em concordância com os agregados familiares a alojar. Todas as habitações possuíam um quintal nas traseiras.

O bairro estava dotado de infra-estruturas como saneamento, água, luz, edifício escolar e Igreja.

Em 1953 foram adquiridos terrenos à “Fábrica Alçada & Filhos, Sucessores”, para ampliação do bairro.

Na década dos anos 80 e 90, do século XX, as quintas do Samarra, do Mestre Jaime e Serrado foram vendidas em lotes de terreno para novas construções.

Atualmente, trata-se de um bairro único, dotado de variadas infra-estruturas de lazer; jardins; parque infantil; piscina municipal; escola; pavilhão gimnodesportivo; associações culturais e desportivas e outros equipamentos.

Este bairro é composto pelos seguintes arruamentos; Rua Celestino David; Rua da Calva; Praceta da Calva; 1ª e 2ª travessa da Calva; Travessa D. Filomena Anaquim; Rua D. Maria José Alçada; Rua Dr. Guilherme Raposo de Moura; Rua Dr. Manuel Mendes de Matos; Rua Fernando Antunes; Rua da Igreja; Rua São José; Rua e Escadas do Padre Pita; Caminho dos Moinhos; Rua dos Motoristas; Rua da Piscina; Rua e Escadas do Pinho Manso e Rua do Ribeiro de Flandres.

 

In “BAIRROS DA COVILHÔ de António Garcia Borges

 

-

6.jpg

 -

-

-

-

 -

 

-

-
 -

Penedos Altos.jpg

-

Penedos Altos.jpg

 
 

IGREJA DE SÃO JOSÉ

 

A Igreja de São José fica situada no Bairro dos Penedos Altos e foi inaugurada em 22 de outubro de 1950. Após a sua inauguração esta povoação passou a ser um Curato (povoação pastoreada por um cura com condições para se tornar paróquia).

Esta igreja tem o Altar-mor, do lado esquerdo, encontra-se colocada, em cima de um pedestal, a Imagem de São José, Orago da mesma Igreja e Paróquia; no lado direito estão dois painéis em azulejos, um alusivo ao Batismo de Jesus por São João Baptista, com uma pomba (descida do Espírito Santo, sobre o seu Filho muito amado) e o outro ao Encontro de Jesus com a Samaritana.

D. Manuel Felício, Bispo da Guarda, passou este curato a paróquia em Maio de 2009.

 

In “BAIRROS DA COVILHÔ de António Garcia Borges
 
 
 

PISCINA DA COVILHÃ – BAIRRO DOS PENEDOS ALTOS

 

Na década de sessenta, a Câmara Municipal da Covilhã, então presidida pelo Eng. Vicente da Costa Borges Terenas, procedeu à construção de uma piscina no Bairro dos Penedos Altos. A obra, adjudicada ao Empreiteiro José Augusto Bom Jesus, foi inaugurada a 25 de Maio de 1968.

A Piscina Municipal da Covilhã teve novos melhoramentos, com a construção de uma cobertura e aquecimento e foi aberta ao público em 3 de Julho de 1998, inaugurada pelo Presidente da Câmara Municipal Carlos Pinto.

 

In “BAIRROS DA COVILHÔ de António Garcia Borges

 

 

 -

-

-
-

15.jpg

 

CLUBE DESPORTIVO DA COVILHÃ

 

O Clube Desportivo da Covilhã (C.D.C.) foi fundado em dezembro de 1932, com a finalidade da prática do desporto. Para além de praticar a educação física, este clube iniciou a modalidade de natação, que era praticada no chamado Poço Grande, situado no Bairro Municipal.

Esta associação, encerrou as suas atividades no ano de 1945 por ter sido proibida a prática de natação no Poço Grande (o poço era abastecido de água não tratada, proveniente da Ribeira da Carpinteira, que a montante recebia os esgotos do Sanatório dos Ferroviários).

Por volta do ano de 1954, os antigos dirigentes e associados do Clube entraram em contacto com a Comissão de Melhoramento do Bairro dos Penedos Altos, com vista à aquisição de terrenos pertencentes a essa Comissão, que se encontravam sem utilização, com a finalidade de aí construir um Parque Desportivo. Foi acordada a construção e foram de imediato iniciadas as obras de adaptação dos terrenos, tendo, em 15 de Maio de 1965, sido inaugurado o recinto com a presença do então Diretor Geral dos Desportos, Dr. Armando Rocha.

O C.D.C., além da prática da natação, pratica, ainda, as modalidades de hóquei em patins, xadrez, esqui alpino, futebol e basquetebol.

Nos finais dos anos 60, do século XX, organizaram-se os Torneios de Primavera, no seu parque desportivo, com a prática das modalidades de futebol de salão, andebol, basquetebol, voleibol e hóquei em patins, e onde estiveram representadas todas as Associações Desportivas da Covilhã. Estes torneios deixaram de se realizar no ano de 1999.

Alguns anos depois. O Parque Desportivo foi alvo de obras de requalificação tendo sido coberto, passando a Pavilhão Gimno-desportivo e foi inaugurado com a presença do Governador Civil do Distrito de Castelo Branco, Sr. Alberto Ferreira de Matos Romão zinho e do Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Sr. Augusto Lopes Teixeira.

Em 25 de Abril de 2005, foram construídas instalações anexas com a finalidade de servirem de balneários dos atletas e árbitros.

Na época de 1989-1990 a equipa do C.D.C. manteve-se na 2ª Divisão Nacional de Basquetebol, chegando a disputar a fase final para a subida à 1ª Divisão Nacional.

A Câmara Municipal da Covilhã, para prestar homenagem a esta associação, atribuiu o seu nome a uma rua do Bairro dos Penedos Altos, a Rua do Clube Desportivo da Covilhã, que começa na Rua da Igreja e termina no Pavilhão Gimno-desportivo do C.D.C.

 

In “BAIRROS DA COVILHÔ de António Garcia Borges

 

-16.jpg

 

CENTRO DE RECREIO POPULAR – ACADÉMICO DOS PENEDOS ALTOS

 

Decorria o ano de 1954, quando um grupo de habitantes do Bairro dos Penedos Altos, teve a ideia de fundar uma Associação Desportiva e Cultural – o Académico dos Penedos Altos. Foi arrendada uma casa, nas traseiras do prédio do Riscado, na Rua da Igreja, para o efeito. Em 24 de Junho de 1954, a nova Coletividade filiou-se na Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho (F.N.A.T.), nos termos dos artigos 24º e 25º dos estatutos daquele organismo, publicados em anexo ao Decreto-Lei nº 37/836, de 24 de Maio de 1950, inserido sob o nº 60.

A frequência de pessoas, na sede, aumentou ao ponto de a direção ter de procurar um espaço mais amplo, onde pudessem ser desenvolvidas mais atividades culturais, desportivas e recreativas.

Surgiu a ideia de arrendar a antiga casa da Quinta dos Melos, da qual eram proprietárias D. Maria Isilda Campos Melo, D. Maria Teresa Lima Campos Melo Moitinho de Almeida e D. Maria Beatriz Lima de Campos Melo.

Feitas as diligências necessárias, a Associação mudou-se para a nova sede, no ano de 1955, ocupando o rés-do-chão. O andar superior estava ocupado pelo rendeiro da família Campos Melo, provisoriamente, até que se concluísse a construção de uma casa no bairro.

Nesse mesmo ano, começaram a praticar-se as modalidades de voleibol e futebol de onze, começando de imediato s disputar os campeonatos da Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho (F.N.A.T.). No ano de 1957, foram criadas as modalidades de ténis, badmington, hóquei em patins e ténis de mesa.

Em 1963, surgiu a formação de um grupo de teatro, que apresentou várias comédias, farsas e revistas. Nos finais da década de 60, o Académico entra nos Torneios de Primavera, na modalidade de futebol de salão, saindo vencedor nos anos de 1970, 1991, 1992, 1997.

A F.N.A.T., Delegação da Covilhã, no ano de 1966, organizou um Concurso de Presépios, a nível Regional, em que o Académico saiu premiado, tendo-lhe sido conferido o respetivo diploma. Esta Associação não parou de inovar em atividades e, no ano de 1971, introduziu a modalidade de basquetebol.

Em 1979, o Académico participou nos campeonatos da 2ª Divisão, na modalidade de voleibol e, nesse mesmo ano, fez a sua apresentação no Torneio organizado pelos Unidos do Tortosendo, nas modalidades de basquetebol e futebol de salão.

No ano de 1986, organizou o 1º Torneio de Tiro ao Alvo e, em 1987, participou no 2º Torneio Sport Club da Pousadinha e no 1º Torneio da Associação Desportiva de Belmonte.

Nos anos 90, a Direção do Académico, viu-se a braços com o problema da venda da sua sede e dos terrenos anexos. Os Srs. Eng Laurentino Agostinho de Almeida, Moisés Agostinho de Almeida e José Luís Carrilho de Almeida pretendiam a aquisição da Associação para aí construírem uma urbanização. Do projeto constava a demolição da sede do Académico.

A Coletividade não desistiu de lutar pela sua sede, tendo pedido à Câmara Municipal da Covilhã, então sob a presidência do Eng. Jorge Pombo, para intervir. A Câmara começa então a fazer diligências para resolver a situação.

Em 1988, o Académico entra nas Marchas Populares da Cidade da Covilhã, tendo obtido o 2º lugar da classificação geral e o 1º lugar no traje. No ano de 1999 entre no Torneio Quadrangular Juvenil do C.D. West Athletic, disputado no pavilhão do I.N.A.T.E.L., sagrando-se campeão.

Nos finais de 1999, o Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Sr. Carlos Pinto, garantiu:- “O Académico não ficará sem sede”. A Câmara Municipal da Covilhã reuniu com os proprietários do referido edifício, chegando a consenso, sendo posteriormente lavrada a escritura de posse que constou no ponto 8 da Ata elaborada em 14 de janeiro de 2000, anexo 15,

Começaram de imediato as obras de remodelação de todo o espaço, tendo o interior sido renovado e requalificado. As novas instalações foram inauguradas a 23 de Setembro de 2001, pelo Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Carlos Pinto.

 

In “BAIRROS DA COVILHÔ de António Garcia Borges

Académico Penedos Altos.JPG

 

LIGA DOS AMIGOS DO BAIRRO DOS PENEDOS ALTOS

Decorria o ano de 1994 quando quatro amigos, sentados à mesa do café “Casa Nova”, no Bairro dos Penedos Altos, conversavam sobre aquele bairro e discutiam a falta de convívio associativo, recreativo e cultural.

Foi, então que resolveram fundar uma nova associação com uma estrutura forte e sólida, e assim surgiu a L.A.P.A. «Liga dos Amigos do Bairro dos Penedos Altos», que foi inaugurada no dia 10 de Novembro de 1997.

Foram seus fundadores: Duarte Nuno Serra Bichinho; José Manuel Matos Fernandes Rato; Paulo Conceição e Fernando Manuel de Jesus Pina.

Em seguida, os fundadores, com outros sócios, foram a primeira direção do clube que, de imediato, teve um grande desenvolvimento na parte social e a que, em 28 de Abril de 2005, foi atribuído o estatuto de I.P.S.S. «Instituição Particular de Solidariedade Social».

A missão foi criada de maneira a agir ativamente e de forma sustentável e empreendedora em diferentes áreas, como ação, cultura, desporto, educação, recreio, saúde e tempos livres, na reabilitação e na promoção da cidadania e da qualidade de vida dos sócios.

In Bairros da Covilhã de António Garcia Borges

 

Video elaborado por José Pereira Santos in
https://www.facebook.com/Mem%C3%B3rias-da-Covilh%C3%A3-267737363560243/videos
publicado por Paulo Jesus às 22:46

Muitos parabéns por este excelente blog, e pelo surpreendente e valioso acervo documental que nos proporciona.
Gostei particularmente de recordar o Bairro dos Penedos Altos, onde eu nasci já lá vão 67 anos...
Carlos Bonina Moreno a 6 de Outubro de 2012 às 15:54

Hoje com 76 anos não posso deixar de recordar os bons momentos que lá vivi e os inumeros amigos que por lã ficaram
Manuel Capelo Antunes a 19 de Outubro de 2012 às 22:12

O meu tio, o padre António de Oliveira Pitta, viveu aí muitos anos. Nunca mais lá voltei, depois da sua morte. Presumo que, hoje, o bairro esteja completamente diferente...
António Pita de Oliveira a 30 de Maio de 2013 às 11:30

mais sobre mim
pesquisar
 
Covilhã Universitária
Cidade Cinco Estrelas
Covilhã Industrial
Covilhã Cidade Neve
Covilhanenses atentos
conter12
Estão por cá ...
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26

28