"COVILHÃ, CIDADE FÁBRICA, CIDADE GRANJA"

Maio 05 2010

 

-
-
-
-
-

608.JPG

-
-
-

Pelourinho.jpg

 

 
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 

MUSEU DA ARTE E CULTURA

Na Rua António Augusto de Aguiar, no dia 14 de Junho de 1907, junto à Praça do Município, deflagrou um incêndio que ficou conhecido como o incêndio da mineira.

Dos escombros foi construído, por volta de 1920, um edifício de 5 pisos com frontaria em azulejos cuja arquitetura é pura Arte Nova cujo projeto é do Arquiteto Ernesto Norrodi, para aí funcionar o Banco Nacional Ultramarino.

Após a saída do banco, a Câmara Municipal da Covilhã adquiriu o edifício que foi utilizado como armazém até ser recuperado.

Nos princípios do século XXI, a parte interior do edifício foi toda reconstruída para ai funcionarem alguns serviços da Câmara Municipal da Covilhã e para exposições.

No dia 1 de Agosto de 2008, foi inaugurado o Museu de Arte e Cultura (PATRIMONIVS) com mais de cem obras de arte de cariz religioso e arquitetónico que fazem parte da coleção reunida pelo Município da Covilhã e Associação Cava Juliana e que retratam uma parte da história patrimonial do Concelho.

 

In História da Freguesia de São Pedro da Covilhã, de António Garcia Borges

 

 
 
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-

 

publicado por Paulo Jesus às 22:57

mais sobre mim
pesquisar
 
Covilhã Universitária
Cidade Cinco Estrelas
Covilhã Industrial
Covilhã Cidade Neve
Covilhanenses atentos
conter12
Estão por cá ...
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31